16 de maio de 2013

EU E A UMBANDA...

Laroyê = Salve a Sua Força!


imagem do google
Já faz algum tempo que venho ensaiando para escrever este texto sobre a Umbanda, afinal cresci vendo minha mãe participar desta religião heterodoxa, quando já tinha seis anos fui mandada para a casa de meus avós e escutava o tempo todo a minha avó dizer que era coisa do demônio, já meu avô dizia que não era bem assim e por vezes ouvi esta frase: “Devemos tentar compreender e conhecer para depois tirar uma conclusão.” Na maioria das vezes meu avô se calava para não haver contenda, pois tem pessoas que já tem uma opinião formada e por mais que nos pareça errada devemos respeitar e minha avó era assim, devíamos respeitar sua opinião, pois ela sempre respeitava a nossa. Mas pela cabeça de uma criança passa varias coisas e sempre pensei que minha mãe era adoradora do tal Diabo, não perguntava a ninguém sobre o fato. Minhas tias que iam de vez enquanto nos visitar diziam que minha mãe era macumbeira. Por mais que meu avô disse não é bem assim e mandava elas se calarem e não falarem besteiras, não me explicava o que seria o  não é bem assim. Resolvi ir até a biblioteca e pesquisar sobre o assunto e com mais ajuda de um dos empregados comecei a conhecer o que seria a Umbanda. Então escrevo aqui o que penso que sei, mas me perdoem por saber tão pouco mais sim o essencial para respeitar a esta religião.
Primeiramente a Umbanda não é coisa do diabo, ninguém cultua este ser que em minha opinião não existe e penso que tem muita gente dando créditos a ele, uma figura que inventaram para aterrorizar um povo supersticioso. Qualquer um que faça esta façanha não poderá dizer que pertence a Umbanda, outra coisa que escuto muito é pessoas dizerem que é umbanda espiritista, não confundam as coisas, Umbanda e espiritismo são religiões totalmente diferentes, apesar de terem alguns aspectos parecidos.
Meu avô é espiritista, mais tarde ele me explicou que a Umbanda começou com os índios e depois veio o caboclo. Umbanda quer dizer arte da cura da alma.
Então temos o cavalo ou mula aquele que recebe os espíritos e que nunca é poupado, mas quando o espírito o deixa ele se sente muito bem, na hora conhece toda a dor daquela alma enferma, pois o mal existe, espíritos imundos que se alimenta de energias vibradoras, muitas vezes uma dor de cabeça e dor nos ombros não é muito natural, são espíritos perturbadores que acompanham certas pessoas. Muitas doenças não diagnosticadas pelo homem e é na Umbanda onde muitos são curados, na verdade livrados dos maus espíritos.
Dentro de nós existe o bem e o mal, portanto na Umbanda não existe a branca ou a negra, é o homem que com posse de saber é que fizeram as pessoas acreditar na Umbanda negra para o mal, lembre-se que nossa mente só produz o que acreditamos que exista.
A umbanda pratica o bem, os trabalhos de curas, afastam maus espíritos. Acreditam que as pessoas padecem de equilíbrios energéticos.  Todos acreditam no mal e somente os escolhidos poderão enfrentar este mal e não é o demônio fique bem claro.
Se você já foi a um terreiro para fazer mal a alguém, fique ciente de que este mal estará junto de você porque se o mal que existe dentro de você é mais forte do que o bem, já é uma certeza que seu equilíbrio energético é fraco e seu espírito é ignorante, então todo este mal desejado é voltado para sua pessoa.  Tem também aqueles que fazem despachos em encruzilhadas, na Umbanda se acredita que em cruzamentos retém as piores energias aonde pessoas vão e vem o tempo todo e invocar uma entidade ali com certeza não será um enxu que vem até ali te receber, são espíritos imundos que ficam nestes lugares.   O que se deve enfiar na cabeça é que somos filhos de Deus e se ele deixa algo de ruim permanecer em sua vida é para que aprenda com seus erros, afinal Deus não castiga ninguém, não diga uma coisa destas, somos responsáveis por tudo que nos acontece e se colocar no lugar de coitadinho e dizer que Deus quis assim é um absurdo para uma pessoa dizer só os ignorantes agem desta forma. E só para deixar claro, macumba é um instrumento africano. Diferente dos espíritos educadores que existe no espiritismo no caso de Allan Kardec, para que todos entendam os enxus ou entidades da Umbanda falam errado e nada delicado, eles não gostam de pessoas choronas, eles detestam quando o procuram para recuperar um amor. Um dia estava em um terreiro, fui convidada a participar para ter conhecimento por um empregado de meu avô, O enxu disse bem alto que naquele dia ele estaria atendendo só casos de possessão e se alguém estava lá com a intenção de segurar macho ou fêmea era para se retirar porque ali não se fazia aquelas coisas. Não deixei de achar graça porque muitas mulheres saíram daqui super aborrecidas. O que gostaria de dizer é que posso afirmar que eles estão ali para ajudar e o amor e carinho com que tratam as pessoas realmente sofridas é de extrema humanidade ou espiritualidade, não sei só sei do que presenciei e vivi. Não ingressei a Umbanda porque não me senti preparada ou ansiosa para fazer parte daquela família, um dia disseram-me que encontraria uma resposta... Um caminho.
Gente a Umbanda é um assunto bem polêmico e interessante, se existe tantos tipos de igrejas e suas doutrinas, imagine se na Umbanda também não vá existir, vários tipos de doutrinas e charlatões, aqueles que distribuem papeis nas ruas prometendo o impossível. Minha mãe é Umbandista, não segue a religião como deveria e hoje faz varias coisas que não condiz com a verdade. Posso garantir que não é feliz com o que faz. Meu tio também faz parte e é uma pessoa bem equilibrada e ele sempre carrega em seu bolso três dentes de alho e três pedras de sal grosso, ele diz que afasta os maus espíritos, mas tem gente que carrega pé de coelho e tudo bem. Minha tia Egle mora em Irati- Paraná, ela faz consultas em sua casa e já ajudou muitas pessoas, não aceita dinheiro só comidas, faz cestas básicas e distribui para a comunidade carente e todo ano faz uma grande festa para são Cosme e Damião, já saiu uma nota em um jornal local sobre seu trabalho voluntario a pessoas carentes, sempre ajudava. Ela e meu tio nunca tiveram filhos eu me sentia um pouco filha dele, pois ele ajudou me criar e um dia colocaram em seu portão um bebe e hoje temos o João Pedro na família que eles mais tarde conseguiram adotar legalmente. Presentinho de Deus pelo trabalho em ajudar seus filhos necessitados, eu acho. Sentia-me muito bem quando ia visitar o seu congal ou terreiro. Ela era uma pessoa abençoada, Faleceu em agosto de 2010 com 69 anos. Uma grande perda para todos nós, ela também recebia uma preta velha e tinha um conhecimento sobre a vida fora do comum.
Conheci uma pessoa que recebia o Marabo, esta entidade é muito apaixonada e geralmente a pessoa que o recebe é materialista e quando começa a trabalhar com o Marabo se desprende totalmente do material e trabalha para o bem. Mas para minha decepção era apenas um charlatão se fazendo passar pelo marabo, percebemos quando a pessoa esta interpretando um papel e este foi uma das piores que já vi em minha vida.
Com certeza escrevi demais e talvez para você que já tem uma opinião formada, tudo bem, não escrevi este texto pensando em pintar a Umbanda colorida e sim mostras que em como todas as religiões sejam elas heterodoxas ou não sempre existe o lado bom e ruim, depende da pessoa que a comanda. Os católicos foram perseguidos e os evangélicos também e a Umbanda até hoje é. Este texto talvez não seja fiel à doutrina da Umbanda é somente o que vi e ouvi e demais fundamentos podem ser pesquisados para aqueles que querem ir mais a fundo, eu pôr sempre estou aprendendo um pouco de cada vez. Há muito tempo não convivo mais neste meio, pois estou bem afastada de tudo, o que é uma pena, pois gosto de frequentar lugares que me deixam a vontade sem ficar pressionada para ingressar em sua seita ou religião.  
Pomba gira- protetoras das mulheres e não só das prostitutas como muitos dizem e de todas elas.
Oxum- Nossa senhora Aparecida.
Yasã- Santa Barbara rainha dos ventos e tempestades
Oxalá- Jesus
Ogum- São Jorge
Xangó – São Jerônimo
Iemanjá – Nossa Senhora Imaculada  da Conceição
Filhos de Ogum- São Cosme e São Damião protetores das crianças
Linha dos pretos velhos- muito respeitados, o que ele fala ninguém contraria e é lei, maravilhosos conselheiros.
um dia contarei minha experiencia em conversar com um preto velho sobre o ciume, me deu uma lição de moral, jamais esqueci.

simbolo da Umbanda

Paz e Luz a todos! 

imagem do google


"...a Umbanda não é um grupo de pessoas ignorantes girando em torno de preceitos e ensinamentos vazios que não libertam, não religam ao Pai Celestial. A ignorância mantém os espíritos presos a preconceitos e materialidades que, mais cedo ou mais tarde, darão seus frutos de desilusões, desesperanças e dor”.

desconheço a autoria

Livros para ler e conhecer

O que é Umbanda de Armando Cavalcanti Bandeira e Religiões negras de Edson Carneiro

 O que é a Umbanda   Religiões Negras - Negros Bantos